COOGAVEPE REALIZA COLETA DE LIXO ELETRÔNICO

Você sabia que o tempo de vida útil de um celular é de 18 meses? A medida que novos modelos vão sendo lançados, milhares vão sendo aposentados. O problema é o destino destes aparelhos. O mesmo acontece com televisores, computadores, câmeras fotográficas, e muitos outros.

No Brasil, apenas 3% do lixo eletrônico tem destinação correta. São 1,5 mil toneladas produzidas ao ano. Uma média de 8,3 quilos de eletrônicos descartados por cada brasileiro entre janeiro e dezembro. Em municípios onde não existe coleta, a maior parte vai para os lixões e aterros.

A pergunta é: O que você faz com os eletrônicos que não utiliza mais? Joga no lixo comum? Deixa estocado em casa?

Se você tem algum material e não sabe o que fazer, aproveite.

A Coogavepe promove uma campanha de coleta de lixo eletrônico até o dia 9 de novembro. O objetivo, segundo o presidente Gilson Camboim, é recolher o máximo de material possível. “Uma das missões da cooperativa é desenvolver ações sócio-ambientais na região de abrangência, promovendo entre os cooperados e toda a população uma consciência de que todos podem contribuir de alguma forma”.

A renda obtida com a venda do material recolhido será revertida integralmente ao Hospital de Câncer de Mato Grosso. “É uma maneira que encontramos de mais pessoas também poderem contribuir. Você leva algo que não usa mais e, além de contribuir com a destinação correta do lixo, ainda colabora com uma instituição que salva tantas vidas em nosso Estado”.

Podem ser entregues na cooperativa todo tipo de eletrônico em desuso. A coleta será feita até o dia 9 de novembro. A sede da Coogavepe, que fica na Rua da Saúde, 82, Centro.

Fonte: Acessoria