Ariana Grande e equipe aceitam ficar com apenas 10% dos lucros do fenômeno ‘7 Rings’;

‘7 Rings’ é um fenômeno inquestionável. Lançada em janeiro deste ano, a faixa de Ariana Grande sobre ostentação já acumula seis semanas no topo da “Billboard HOT 100”, a principal parada de sucessos dos EUA. A diva e sua equipe, no entanto, não levarão para casa boa parte dos lucros auferidos com a venda da canção. É que “7 Rings” se utiliza da melodia de “My Favorite Things”, música escrita em 1959 para o premiado “A Noviça Rebelde”.

De acordo com informações do “The New York Times”, em janeiro, antes do lançamento da faixa, a gravadora e os representantes de Grande procuraram a Concord, gravadora detentora do catálogo de Richard Rodgers e Oscar Hammerstein II, os compositores da faixa original para que o sample pudesse ser usado, sem problemas. A empresa, então, pediu 90% de todos os lucros de “7 Rings” e os representantes da diva pop, aceitaram a proposta sem qualquer negociação. Dessa forma, Ariana e os demais 7 profissionais responsáveis pelo hit terão de dividir entre eles 10% do montante arrecadado com a canção. “Você gosta da minha melodia? Puxa, obrigado! Então pague!” hahahahaha

Confira a seguir ambas as canções e compare:

A pequena fatia dos lucros, no entanto, não será problema algum para Ariana. A musa ainda tem uma porção de hinos no seu elogiado ‘thank, u, next’. Além da faixa homônima – que ficou por 7 semanas em primeiro lugar nos EUA – a canção ‘break up with your girlfriend, i’m bored’ também vem traçando um bom desempenho, tendo alcançado a segunda colocação. Por fim, ainda temos as ótimas “needy” e “bloodline”, só esperando divulgação ou um clipe próprio para hitar!